Quarta, 23 Apr

AtualizadoQua, 23 Abr 2014 10am

  • Inicio
  • Webmail
  • WebLink
  • Contato
    • Joaquim Nabuco, 543
      Cep: 93310-002
      Novo Hamburgo - RS
      Brasil

      (51) 3066 1755

      (51) 3594 6073

      O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Font Size

Layout

Cpanel
Notícias:

Fraternidade e Tráfico Humano na CF 2014

11 28 CF 2014“É para a liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5,1)

A Igreja, desde 1964, sempre na quaresma nos propõe a vivência da fé com a dimensão real da caridade, convidando-nos a reflexão de temas relacionados à vida e à dignidade humana.

O desafio deste ano é para com a fraternidade e o compromisso com o irmão que sofre. Relaciona-se àqueles que são enganados e usados para o tráfico humano, de órgãos e a prostituição. Geram sempre fortunas nos cofres daqueles que sem ética e pudor são vorazes pelo dinheiro, custe o que custar. As vítimas normalmente são aliciadas com falsas promessas de melhores condições de vida em outras cidades ou países.

O cartaz da campanha, conforme o texto-base, fala por si só e quer refletir a crueldade do tráfico humano. As mãos acorrentadas e estendidas simbolizam a situação de dominação e exploração. Já a mão que sustenta as correntes representa a força coercitiva, que explora as vítimas do tráfico.

As correntes rompidas e envoltas em luz revigoram a vida sofrida das pessoas dominadas por esse crime. Uma vez nas mãos dos traficantes, mulheres, homens, crianças, adolescentes e jovens são explorados em atividades contra a própria vontade e por meios violentos.

O tempo da quaresma nos convida à conversão e, por isso, o objetivo geral da campanha é identificar as práticas de tráfico humano e denunciá-lo como violação da dignidade e da liberdade humana, mobilizando e conscientizando cristãos e toda sociedade brasileira desse grande mal que machuca o coração de Deus.

Como objetivos específicos, a campanha quer nos levar a identificar as causas e modalidade do tráfico humano; denunciar as estruturas e situações causadoras dos tráfico humano; reinvindicar dos poderes públicos, políticas e meios para a reinserção das pessoas atingidas; promover ações de prevenção; suscitar a conversão que nos conduza a transformar essa realidade e, por fim, celebrar e sensibilizar a todos para a solidariedade.

O tráfico humano é um crime que atenta contra a dignidade da pessoa humana. O Papa Francisco se referiu a essa prática do seguinte modo: “o tráfico de pessoas é uma atividade ignóbil, uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas”.

O crime organizado está por trás das grandes modalidades do tráfico humano, tais como: tráfico para a exploração no trabalho, tráfico para a exploração sexual, tráfico para a extração de órgãos, tráfico de crianças e adolescentes.

Os traficantes desenvolveram ampla estrutura e sofisticados meios, a fim de facilitar essa atividade ilícita, como, por exemplo, fornecedores de documentos falsos, lavagem de dinheiro, trasportadores, entre outros mecanismos.

Através dos círculos bíblicos em família, a partir da Quarta-feira de Cinzas, aprofundaremos essa temática, procurando identificar as causas e apontando soluções, que ajudem prevenir e denunciar aqueles que fazem tantas pessoas sofrerem.

A campanha é um apelo a sairmos da indiferença, grande mal da sociedade moderna e, assim, sermos capazes de nos unir e darmo-nos as mãos nesse mutirão pela vida e dignidade humana.

Com as palavras do Papa Francisco, concluo: “peçamos ao Senhor, a graça de chorar pela nossa indiferença, de chorar pela crueldade que há no mundo, em nós...” (Papa Francisco, Lampedusa, Itália, 8 de julho de 2013). Vivamos intensamente este tempo de fraternidade!  

Você está aqui: Home Fraternidade e Tráfico Humano na CF 2014