Diocese de Novo Hamburgo

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019

- Dom Zeno

Comecemos olhando para esta bonita oração da CF 2019: “Pai misericordioso e compassivo, que governais o mundo com justiça e amor, dai-nos um coração sábio para reconhecer a presença de vosso Reino entre nós. Em sua grande misericórdia, Jesus, o Filho amado, habitando entre nós, testemunhou o vosso infinito amor e anunciou o Evangelho da fraternidade e da paz. Seu exemplo nos ensina a acolher os pobres e marginalizados, nossos irmãos e irmãs, com políticas públicas justas, e sejamos construtores de uma sociedade humana e solidária. O divino Espírito Santo acenda em nossa Igreja a caridade sincera e o amor fraterno; a honestidade e o direito resplandeçam em nossa sociedade e sejamos verdadeiros cidadãos do ‘novo céu e da nova terra’, Amém”.

         Pelo que se percebe até na oração oficial desta Campanha da Fraternidade, em 2019, vem enfocar um tema social muito importante: Fraternidade e Políticas públicas. Tudo está baseado no lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

         Os exercícios quaresmais que a Igreja propõe aos católicos são: jejum, esmola e oração. São exercícios físico-espirituais para se deixar tomar pelo seguimento de Jesus Cristo.

         Jejum: esvaziamento, expropriação, concentração, libertação! Tudo para que sejamos um só em Cristo (Gl 3,28), e Cristo seja formado em nós (Gl 4,19). O jejum é receptividade da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Despertar em nós a fome de Deus e a disponibilidade de saciar a fome dos irmãos e das irmãs.

         Esmola: partilha, misericórdia, cuidado, entrega! Vida evangélica partilhada! O amor e a misericórdia saem ao encontro do outro. Esmola é dinâmica do amor de Deus: saída! A esmola nasce da alegria de ter encontrado o tesouro escondido, a pérola preciosa (Mt 13,44-46).

         Oração: a escuta e a meditação despertam para a oração. A escuta e a meditação se fazem palavra, prece, oração. Oração como necessidade do coração de transformar em palavras as manifestações amorosas de Deus. Jejum, esmola e oração despertam para a sensibilidade do tempo que está sempre por se completar e repleto de Deus.  Movimento de mudança, de transformação para atingir a plenitude da vida em Cristo Jesus. Os exercícios quaresmais como caminho do direito e da justiça.

         A quaresma nos provoca e convoca à conversão, mudança de vida: cultivar o caminho do seguimento de Jesus Cristo. Ela desperta a necessidade de partilha e nos aproxima da irmandade.

         Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão quaresmal. Um caminho pessoal, comunitário e social que visibilize a salvação paterna de Deus. Fraternidade e políticas públicas é o tema da Campanha para a quaresma de 2019. O profeta Isaías inspira o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

         A Campanha da Fraternidade temo como objetivo geral: “Estimular a participação em Políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade”.

         Políticas públicas são as ações discutidas, aprovadas e programadas para que todos os cidadãos possam ter vida digna. São soluções específicas para necessidades e problemas da sociedade. É a ação do Estado que busca garantir a segurança, a ordem, o bem-estar, a dignidade, por meio de ações baseadas no direito e na justiça.

         Ainda é importante ressaltar que política pública não é somente a ação do governo, mas também a relação entre as instituições e os diversos atores, sejam individuais ou coletivos, envolvidos na solução de determinados problemas. Para isso, devem ser utilizados princípios, critérios e procedimentos que podem resultar em ações, projetos ou programas que garantam ao povo os direitos e deferes previstos na Constituição Federal e em outras leis.

         Maria, mãe do Príncipe da Paz, nos acompanhe no caminho de conversão quaresmal! Jesus Cristo crucificado e ressuscitado, que transformou todas as coisas, nos ajude no caminho da superação da violência, pois somos todos irmãos. A todos os irmãos e as irmãs, a todas as famílias e comunidades, uma Feliz e Abençoada Páscoa do Senhor!