Diocese de Novo Hamburgo

Campanha para a Evangelização 2019

- a12.com

Desde o dia 17 de novembro, as televisões de inspiração católica estão transmitindo um vídeo motivador da Campanha para a Evangelização que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza todo ano, no período do Advento. 

A campanha foi criada para convidar os cristãos à reflexão sobre o Natal e sobre como isto se desdobra em ação concreta, para fortalecer a ação missionária da Igreja no Brasil. 

 

Este ano, o cuidado com o anúncio da Palavra, com os pobres e com as comunidades são os eixos centrais da Campanha para a Evangelização. A Campanha, lançada oficialmente no dia 17 de novembro, tem como lema: “Cuida dele”, frase presente na parábola do Bom Samaritano, narrada no Evangelho de Lucas.

Padre Patriky Samuel Batista, secretário-executivo de Campanhas da CNBB, recorda o Catecismo da Igreja Católica quando ensina sobre o Advento: “Ao celebrar cada ano a liturgia do Advento, a Igreja atualiza esta espera do Messias: comungando com a longa preparação da primeira vinda do Salvador, os fiéis renovam o ardente desejo de sua Segunda Vinda”. Destaca ainda o objetivo da Campanha para a Evangelização: “O objetivo é motivar os fiéis a participarem efetivamente da missão da Igreja por meio do testemunho de vida, de ações pastorais específicas e da garantia de recursos para a ação pastoral”.

As contribuições deste ano serão feitas no terceiro domingo do Advento, nos dias 14 e 15 de dezembro. Ou seja, as contribuições são essenciais para que dioceses, especialmente as mais pobres, consigam realizar as ações pastorais de evangelização.

Os recursos arrecadados são distribuídos da seguinte maneira: 45% dos recursos ficam na própria diocese20% vão para o Regional da CNBB para as iniciativas evangelizadoras, como as atividades de formação, e 35% se destinam à CNBB nacional, onde o montante é usado para a manutenção da instituição e também para o financiamento de ações pastorais.

Este ano, a Campanha para Evangelização completa 21 anos. Aprovada pela 35ª Assembleia Geral da CNBB, em 1997, ela foi realizada pela primeira vez no advento de 1998.