Diocese de Novo Hamburgo

Plano de Ação - Pastoral da Educação

- Diácono Roberto Castilhos Nunes

A Comissão de Educação e Cultura do Regional Sul 3 da CNBB, nomeada para o período de 2016 a 2019, visa capilarizar a Pastoral da Educação no Estado do Rio Grande do Sul. Esta, consiste no “conjunto dos esforços orgânicos e sistemáticos que o Povo de Deus faz para refletir e pôr em prática a mensagem evangélica e suas exigências na educação. É a presença e a ação da Igreja, proclamando e construindo o Reino de Deus no e através do mundo da educação”.  CNBB. Para uma pastoral da educação. São Paulo: Paulinas, 1986, p. 34 (Estudos da CNBB, 41).

 

Atender às implicações dessa definição de Pastoral da Educação desafiou a Comissão a elaborar um Plano de Ação que potencializasse e assegurasse uma presença mais significativa da Igreja no mundo da educação e da cultura de forma orgânica, metódica e sistemática. Para isso, a Comissão dialogou com diversos agentes da Educação e da Cultura nas 18 (Arqui)Dioceses do Estado e elaborou seu plano de trabalho que parte dos cenários e tendências atuais e identifica fortalezas, debilidades, ameaças e oportunidades para que a Igreja possa marcar presença no mundo da Educação e da Cultura em solo gaúcho.

Nesse diálogo, identificou cinco âmbitos de atuação que, juntos, compõem/integram a Pastoral da Educação no Rio Grande do Sul. O primeiro é a presença na Escola Pública (municipal, estadual e federal). O segundo é o fortalecimento do Ensino Religioso. O terceiro é a dinamização da identidade e da missão da Escola Católica. O quarto, a formação (inicial e continuada) de professores em nossas Universidades. E, o quinto, o diálogo com o mundo da Cultura.

Frente a essas cinco áreas de atuação, assumimos, como missão, mobilizar todas as instâncias da Igreja Católica no Rio Grande do Sul, à luz do Evangelho, para participar no crescimento das pessoas e na construção do seu futuro, sendo presença evangelizadora no mundo da Educação e da Cultura. E, como visão, ser uma instância evangelizadora, eficiente e eficaz, no mundo da Educação e da Cultura.

Em face do acima exposto a diocese de Novo Hamburgo assumiu sua responsabilidade de levar adiante esse projeto, e vem reunindo nas seis áreas pastorais, docentes, religiosos, leigos e leigas para que possamos ver, pensar e agir em meio as dificuldades contemporâneas que vivemos no âmbito da Educação. O que está acontecendo? O que podemos fazer? De que forma? Estes são nossos questionamentos. A pastoral da Educação em nossa diocese está de “vento em popa” nesse trabalho missionário. Pedimos a todos, orações pelo trabalho em nossa diocese em prol do Reino de Deus!