romaria da terraOs direitos e o empoderamento das mulheres nos diversos espaços da sociedade ganham cada vez mais voz no debate e são pautas fundamentais para compreender e desenvolver um mundo mais igualitário. Entretanto, há poucas décadas o tema ainda era um tabu pouco discutido. 
Discutir a luta pelos direitos das mulheres, pela equidade de gênero e contra a violência é uma das pautas da 41ª Romaria da Terra do Rio Grande do Sul, que tem como tema “Mulheres Terra: resistência, cuidado e diversidade”. O evento, sediado pela primeira vez no Litoral Norte, acontece na comunidade de Rio de Dentro, no município de Mampituba, em 13 de fevereiro. Ainda nos dias 11 e 12, ocorre o 13º Acampamento da Juventude, no mesmo local.
A Romaria da Terra ainda tem como objetivo discutir questões e reivindicações da população e motivar as lideranças locais para a busca e o fortalecimento de seus direitos e espaços. Mulheres e homens lado a lado, por meio do diálogo e da solidariedade, podem construir alternativas de vida e de sobrevivência no meio rural e na cidade.  Em 40 anos, também é a primeira vez que o tema mulheres está em destaque, trazendo as lutas e as conquistas no estado. Todas estão representadas no tema "Mulheres Terra: resistência, cuidado e diversidade".
Não se quer com o tema reduzir a reflexão apenas à igualdade de gênero, embora salutar, mas especialmente, convocar mulheres e homens para juntos debater questões e reivindicações da população e motivar as lideranças locais para a busca e o fortalecimento de seus direitos e espaços.
Enfim, mulheres e homens, lado a lado, por meio do diálogo e da solidariedade, podem construir alternativas de vida e de sobrevivência no meio rural e na cidade.
A 41ª Romaria da Terra do estado é organizada em conjunto pela Pastoral da Terra do Rio Grande do Sul, Diocese de Osório e Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
A estimativa é que mais de dez mil participantes das arquidioceses e dioceses do estado e do sul de Santa Catarina compareçam ao evento. Então, traga sua caravana e participe dessa iniciativa.
Mais informações podem ser obtidas com a assessoria de comunicação da Diocese de Osório pelo e-mail pascom@diocesedeosorio.org ou no telefone/WhatsApp (051)-98410-1945.